Cadastre-se para receber atualizações do plástico bolha via e-mail:

 

 

 


Bioquímica
Joana Ferreira

 

Esse sistema simples e ao mesmo tempo complexo de monossacarídeos levados às células em um movimento rápido, descontínuo, frenético e com nexo, que passa pelas artérias, veias e capilares. E eu aqui me descrevendo como seu antígeno lutando contra a fagocitose. Eu sou seu soluto e seu solvente nessa mistura permeável de substâncias químicas em que nossos pensamentos fogem. Seguido de um fogo que vem ao queimar o gás C4H10, aumentando nossa chama, que, como a circulação, passa da cabeça aos pés. Nessa hora, nossos pólos se atraem, misturando-se como se fosse uma molécula de detergente, as quais atraem uma ponta de água e outra de óleo, não nos separando mais. No ápice da nossa ebulição bioquímica, já somos uma mistura homogênea, testemunhando a mitose dessa nossa relação efêmera. E, para finalizar nossa fusão, cai a chuva ácida, lavando nossos corpos e nossas peles ávidas e depois, lentamente, voltando ao normal a nossa respiração.

 

 

 

 

 

 

 

 

Esse texto foi publicado no plástico bolha nº13: download PDF

 

 






 

 


 

Copyright - Jornal Plástico Bolha - 2008 - E-mail: redacao@jornalplasticobolha.com.br