Cadastre-se para receber atualizações do plástico bolha via e-mail:

 

 

 


Tentativa de poeta
Carla Guedes

 

Riscava as primeiras rimas
Como quem arriscava os primeiros passos.
E rabiscando de leve, redondo e lento
Compunha, em pronto, de certo,

Versos tolos.


E regendo assim as palavras
Libertando-as de minha sã loucura
Minha escrita, hoje, é eterna procura:
Nada de termos exatos ou

Versos inteiros.


Dentre caudalosos rios fonéticos
Escolho em tantos somente poucos;
Profanar temas herméticos, em meu dever de poeta;
Na proeminência de meus

Versos ocos.


Meus desvarios lógicos, frenéticos
Em minha tentativa de compor versos poéticos,
Assemelho-me a crônicos, insanos, insensatos, léxicos.
Tomado por inteiro de meus

Versos loucos.

 

 

 

 

 

Esse texto foi publicado no plástico bolha nº22: download PDF

 

 






 

 


 

Copyright - Jornal Plástico Bolha - 2008 - E-mail: redacao@jornalplasticobolha.com.br