Cadastre-se para receber atualizações do plástico bolha via e-mail:

 

 

 


[um pedaço de corpo estendido]

Diana Sandes


 

Um pedaço de corpo estendido
cercado de medo por todos os lados.
As águas dos meus sonhos são profundas,
já não tenho pernas, e o fôlego me foi tomado.

Olho pro céu
sorrindo
e peço asas que substituam meus braços partidos.

 

 

 

 

 

Esse texto foi publicado no plástico bolha nº22: download PDF

 

 






 

 


 

Copyright - Jornal Plástico Bolha - 2008 - E-mail: redacao@jornalplasticobolha.com.br