Cadastre-se para receber atualizações do plástico bolha via e-mail:

 

 



Nesta edição, desafiamos nossos incansáveis leitores a escreverem um poema sem a letra A. Muitos reclamaram da dificuldade; outros, mais fanáticos, nem conseguiram enviar o e-mail para o jornal, porque resolveram excluir completamente o A de suas vidas. Mas alguns responderam e o resultado está aí, sem a incontornável vogal. Para a próxima edição, propomos como Desafio um poema reciclado ou baseado em outro poema famoso. Esperamos que nossos louváveis leitores não se incomodem com essa pedra no meio do caminho. Envie seu desafio poético para jornalplasticobolha@gmail.com


Sem poder dizer

Carlos Junio

Começo de sem
Sem dizer, um roubo
Roubo sem morte
Morte sem óbito
Óbito sem enterro
Enterro sem defunto
Defunto sem corpo
Corpo de quem?
Corpo de gente
Gente que mente
Mente, ou cérebro
Cérebro sem corpo
Corpo sem membro
Membro sem sexo
Sexo sem gemido
Gemido sem mulher
Mulher sem medo
Medo sem motivo
Motivo de quê?
Motivo de viver
Viver e só morrer...




Esse texto foi publicado no plástico bolha nº24: download PDF

 

 






 

 


 

Copyright - Jornal Plástico Bolha - 2008 - E-mail: redacao@jornalplasticobolha.com.br