Cadastre-se para receber atualizações do plástico bolha via e-mail:

 

 



Nesta edição, nossos bravos leitores foram convidados para escrever um poema com base em um filme. O resultado foi bem variado, com poemas enquadrando de Truffaut ao novo filme da Alice no País das Maravilhas. Prepare uma pipoca, ajeite-se na cadeira que o filme já vai começar! Para a próxima edição, o desafio será escrever um poema que contenha as palavras plástico e bolha. O tema e a forma são livres!

Envie seu desafio poético para desafio@jornalplasticobolha.com.br


Truffautt para dois

Carlos Júnio

Avida que passa
Orio que corre
Os pássaros voam
E o tempo não perdoa


Viver e aproveitar os momentos
Ter um amigo e uma amada
Oímpeto do amor sem o ciúme dos passionais
Preservar uma amizade de anos atrás


Aguerra não destruiu,
Um coração dividido.
Dela o sentimento não ruiu.
Adicotomia do romance
Oamante amigo e o amigo
amante
Para sempre juntos, Jules, Catherine e Jim
Jules e Jim



Esse texto foi publicado no plástico bolha nº28: download PDF

 

 






 

 


 

Copyright - Jornal Plástico Bolha - 2008 - E-mail: redacao@jornalplasticobolha.com.br