Cadastre-se para receber atualizações do plástico bolha via e-mail:

 

 


Neste desafio poético, convidamos nossos leitores a rememorarem a grandeza de outros tempos. Aqui vão alguns dos poemas que recebemos para o desafio de versar a partir de um mito.

 

Para a próxima edição, entraremos no clima esportivo: quem topa fazer uma poesia sobre futebol? O poeta aponta o lápis, mira a ponta em cima da folha de papel, escreve e... poeeeeeeeeeeeema! É poeeeeeeeeeema!!

 

Envie suas poesias futebolísticas para jornalplasticobolha@gmail.com

O minotauro pós-moderno

Bruno Borja

Liberto de seu casulo –

Invólucro sintético anticoncepcional –

O minotauro pós-moderno ganha as ruas

Causando perplexidade e admiração

Transgride a luz dos postes

Penetrando o lado oculto

De uma nova geração:

 

Metade mulher

 

Metade coisa

 

Desnuda a moça liberdade

Tapada a vergonha material

Peitos de virgem

E pernas de pau

Dão à vida

(de uma vez só)

Uma ninhada de ninfas

Cobertas de pó

 



Esse texto foi publicado no plástico bolha nº31: download PDF

 

 






 

 


 

Copyright - Jornal Plástico Bolha - E-mail: redacao@jornalplasticobolha.com.br