Cadastre-se para receber atualizações do plástico bolha via e-mail:

 

 

 


[Há uma aurora desnorteada]

Clara de Góes


Há uma aurora desnorteada

em minha cama.

Teima em amanhecer.

Os horizontes estão cansados

e o tempo adormeceu.

Ela, no entanto, semeia cores rubras

em meu corpo branco e farto

duna inacabada Moby Dick

ferida

anoitecer.



Esse texto foi publicado no plástico bolha nº35: download PDF

 

 

 






 

 


 

Copyright - Jornal Plástico Bolha - E-mail: redacao@jornalplasticobolha.com.br