Cadastre-se para receber atualizações do plástico bolha via e-mail:

 

 

 


[fazer um poema]

Dênis Rubra

 

 

fazer um poema
não é como pintar um quadro.


é desfazer a tela,
é trocar as cores;
refazer as formas
que o pintor pensou.


fazer um poema
resignifica o mundo,
transignifica tudo


mas não muda nada.
tudo continua
como tudo sempre foi:
como no fim da canção.


como depois de comer,
a fome vem de novo.
como depois da eleição
o mesmo povo!


sem esperanças
nem grandes realizações.
sem hipersignificações, apenas
fazer um poema é
fazer um poema.

 



Esse texto foi publicado no plástico bolha nº38: download PDF

 

 

 






 

 


 

Copyright - Jornal Plástico Bolha - E-mail: redacao@jornalplasticobolha.com.br