Cadastre-se para receber atualizações do plástico bolha via e-mail:

 

 

 


Lá e aqui

Vivien Kogut

 

 

Lá o tempo e a fúria rasgam
o pano escuro —
no fim do estouro
no chão, para ninguém
as alças, sapatos, maçaneta, um pente
reboco e correia, cabeça de boneca.
No meio dessa noite
muito além do oceano
lençóis de leite, mornos
nos meus braços
boca mínima e olhos
tua voz ecoa entre as paredes —
nosso refúgio de concha —
e vai pelo espaço,
água primeira refazendo as margens.

 



Esse texto foi publicado no plástico bolha nº38: download PDF

 

 

 






 

 


 

Copyright - Jornal Plástico Bolha - E-mail: redacao@jornalplasticobolha.com.br